5 mitos sobre aprender inglês na infância - Seven Vila Leopoldina

5 mitos sobre aprender inglês na infância

5 mitos sobre aprender inglês na infância
Avalie esse post

Menina estudando e a frase acima escrito 5 mitos sobre aprender inglês na infância

No mundo globalizado em que vivemos, muitos pais optam por garantir que seus filhos tenham a oportunidade de aprender inglês desde muito cedo. Afinal, sabemos que o domínio de um segundo idioma, em especial o inglês, abre muitas portas.

Contudo, há alguns mitos que envolvem o ensino e aprendizagem do inglês na infância. Por isso, trouxemos cinco deles para você hoje. Confira abaixo!

  1. Aprender dois idiomas ao mesmo tempo atrapalha e confunde a criança.

Isso definitivamente não é verdade. Quanto mais cedo, maiores são as chances da criança aprender de forma natural qualquer idioma, diferenciando-os perfeitamente. E se for entre 2 e 7 anos de idade, ainda melhor, pois nesta fase, o sistema cognitivo relacionado à linguagem está em pleno desenvolvimento.

  1. Se aprendido na infância, um idioma nunca é esquecido.

Infelizmente isso também não é verdade. Se não houver prática e/ou exposição ao idioma, é possível que uma criança o perca parcial ou completamente. Portanto, não basta garantir que seu filho(a) aprenda um novo idioma durante a infância, mas é primordial que a criança seja incentivada a continuar praticando e seja exposta o máximo possível a esta língua, a fim de que não a esqueça.

  1. Se os pais não falarem inglês, a criança também não vai aprender.

É possível que o fato dos pais falarem inglês facilite o aprendizado e a prática do idioma pela criança. Mas quanto a ser impeditivo para o seu aprendizado, bem, isso é grande mito. Se a criança for incentivada pelos pais a aprender e a praticar (na escola ou de outras formas), já basta para que a possibilidade de sucesso de aprendizagem seja alta.

  1. Aprender um segundo idioma atrapalha a alfabetização na língua materna.

Mais um mito. O cérebro armazena o primeiro e o segundo idioma em “compartimentos” diferentes, que são acessados de forma também diferente de acordo com o estímulo recebido. Portanto, ao estudar e ser alfabetizada na língua materna, a criança está ativando a área do cérebro que corresponde ao primeiro idioma. Portanto, sem nenhuma interferência do segundo idioma nesse processo.

  1. Aprender um segundo idioma sobrecarrega e estressa a criança.

Depende muito de cada caso, mas no geral não é verdade. É muito importante que o método escolhido seja o mais natural possível, de forma a não sobrecarregar e estressar a criança. Além disso, também é preciso considerar a quantidade de atividades extras que a criança possui em sua rotina. De forma que o aprendizado de inglês não seja mais uma “tarefa chata” a ser cumprida na semana, para “preencher a agenda”. É preciso que esta atividade seja entendida como algo prazeroso e divertido. Tudo depende muito da abordagem dos pais e dos professores envolvidos neste processo.

 

Entre os benefícios que se tem ao aprender outro idioma quando criança, podemos destacar a facilidade para assimilar o conteúdo estrangeiro. Porém, antes de escolher o curso adequado é preciso ficar atento a diferentes questões, para evitar problemas. O importante é ser sempre a melhor experiência para a criança.

O post 5 mitos sobre aprender inglês na infância apareceu primeiro em Blog Seven Idiomas.

In this article

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Garanta já a sua vaga

Preencha o formulário e assista a 2 SEMANAS de aulas grátis na Seven VIla Leopoldina.

Unidade Nome da unidade